quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Câmara de Estarreja - Coligação de direita com 5 vereadores a tempo inteiro

Começa a ficar claro para que “queria ainda mais” a coligação PSD/CDS-PP... 
Na primeira reunião deste mandato, sem surpresa para as vereadoras eleitas pelo Partido Socialista, a coligação no poder em Estarreja, há mais de 16 anos, começa por querer ainda mais... aumentar a despesa municipal
Estarreja tem cerca de 26 000 habitantes. É um município de média dimensão. Elege 7 vereadores para o seu executivo. A Câmara Municipal tem um quadro de pessoal recheado de técnicos superiores, administrativos e assistentes operacionais que devem garantir que o trabalho técnico e operacional necessário está devidamente assegurado. O que se espera dos membros do executivo municipal é que desenhem a estratégia de desenvolvimento, ou seja, que tenham um desempenho de gestão e orientação política de toda a atividade do dia a dia, no sentido de se cumprir o que, em época eleitoral, prometeram aos seus eleitores.
Também se espera dos agentes políticos que se propõem conduzir os destinos de um município, que se apresentem com um programa eleitoral exequível, independentemente dos números de vereadores conquistados em função do número de votos.
Após uma breve consulta foi fácil confirmar que a esmagadora maioria dos municípios do distrito de Aveiro, numa demonstração de respeito pelo erário público, atribuem a condição de vereador a tempo inteiro a quem é efetivamente necessário e não a todos os eleitos da sua cor política, como acontece com a coligação vencedora das eleições em Estarreja.
Em nosso entender esta é uma clara postura de quem precisa de esbater a vergonha de assinar acordos políticos manifestamente desequilibrados, mas que possam garantir a vitória nas eleições. Sublinhamos que o quarto elemento da lista vencedora é o Presidente da Comissão Política do PSD e o quinto é o representante do CDS-PP. Percebe-se assim facilmente a verdadeira razão para a sua “necessidade” a tempo inteiro.
A apresentação por parte do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Estarreja da justificação - "ambicioso programa eleitoral"- para a nomeação, para lá do que está previsto de forma direta na lei, de mais 2 vereadores da coligação PSD/CDS-PP a tempo inteiro, chega a raiar o ridículo. Trata-se apenas de um ato de puro clientelismo político, indigno de quem se apresenta ao eleitorado como alguém que quer fazer o melhor pela sua terra.

terça-feira, 30 de maio de 2017

Candidatura à Junta de Freguesia de Canelas e Fermelã 2017

Apresentação da candidatura do Partido Socialista, Podes Acreditar - Catarina Rodrigues 2017, à Junta de Freguesia de Canelas e Fermelã.